Banner_Bioset
Banner Cursos
BANNER 5 ANOS 1 copiar
CIÊNCIA

Ozonioterapia, o oxigênio da beleza

Pinterest LinkedIn Tumblr

Terapia com eficiência em tratamentos curativos ganha o mercado de estética

É possível reduzir medidas, combater a celulite, as estrias e ainda ter a pele rejuvenescida com a adesão a um único procedimento? A resposta é sim .

Método terapêutico com mais de 50 anos e eficiência comprovada em tratamentos curativos, a Ozonioterapia tornou-se queridinha no Brasil há menos de dois anos, principalmente entre o público feminino. O motivo? Os resultados positivos apresentados com rapidez em tratamentos estéticos.

Desenvolvida na Alemanha durante a primeira Guerra Mundial, a Ozonioterapia é realizada em mais de 50 países. No Brasil, pesquisadores se debruçaram sobre a terapia a tal ponto que o país tem, atualmente, a quinta maior produção de conteúdo científicos sobre o assunto, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

O procedimento utiliza a mistura de dois gases: oxigênio (95%) e ozônio (5%). A fusão é feita a partir de um gerador de ozônio medicinal. Processo que apesar de parece complicado, é simples: o aparelho faz tudo. Basta apertar um botão e o ozônio está pronto para ser utilizado.

Rafael Ferreira, cosmetólogo.

“A Ozonioterapia tem a proposta de ajudar as funções fundamentais do organismo. Ao resgatar suas funções normais, ela consegue regular o metabolismo, combater radicais livres, melhorar a oxigenação dos tecidos e, desta forma, combater mais de 250 disfunções fisiológicas”, explica o cosmetólogo Rafael Ferreira.

Ozonioterapia na estética


Na estética, pode ser utilizada em tratamentos facial, corporal e capilar. Destaque para: procedimentos no combate a celulite, gordura localizada, tratamento de acnes e hipercromias, rejuvenescimento fácil, tratamento da flacidez dérmica, estrias, queda capilar e calvície, papada, entre outros.

Assim como toda técnica, a Ozonioterapia também apresenta contraindicações. A mais marcante é para pacientes com carência de enzima G6PD – enzima responsável por processos detoxificante, revela Ferreira.

Profissional

“Apesar da Portaria do Ministério da Saúde que reconhece o método terapêutico não ser restritiva com relação a quem aplica a Ozonioterapia, o bom profissional deve buscar uma formação eficiente para entender bem a técnica e sua abordagem clínica”, diz o cosmetólogo.

Ainda segundo o profissional, “por ser uma terapia de fácil acesso e custo reduzido, ela oferece muitas opções terapêuticas não onerosas e tem conquistado resultados importantes em controles da dor, processos inflamatórios, doenças crônicas degenerativas, mitocondiropatias, no emagrecimento e também nas técnicas estéticas. Apesar da estética ter ganhado muitos seguidores na Ozonioterapia, o método terapêutico para o controle da dor tem roubado os holofotes da técnica”.

A terapia é utilizada no tratamento de feridas, reforço imunológico, controle de infecções e dá suporte, inclusive, para o tratamento de câncer. Apesar de ter sido anunciada como possível tratamento no combate ao novo Coronavírus, faltam evidências sólidas de sua eficácia nesta situação.

Write A Comment