Banner_Bioset
Banner Cursos
MERCADO

A relação entre bem-estar e estética

Pinterest LinkedIn Tumblr

Quem realiza procedimentos estéticos sabe o quanto eles são fundamentais para reafirmar a autoestima, trazer resultados positivos para o corpo, melhorar a pele, dar mais tônus a diferentes regiões e, além de tudo, fazer com que a cliente se sinta revigorada após uma sessão. Ou seja, estão diretamente ligados ao bem-estar das pessoas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela área de Cosmetologia e Estética da Univali, isso acontece porque essas intervenções são responsáveis por influenciar o bem-estar, a autoestima e a automotivação do ser humano.

Dessa maneira, é possível compreender que essas práticas e seus tratamentos não são apenas para o embelezamento e por motivos banais. Muito pelo contrário. Já foi comprovado cientificamente que as pessoas associam a questão do bem-estar como algo que pode ser adquirido, sentido e vivenciado por via de procedimentos, sejam eles estéticos ou cirúrgicos – principalmente porque eles são capazes de reforçar a vaidade e auxiliam na busca pelo prazer.

Mas, afinal, como seria possível que uma simples consulta a uma clínica estética possa fazer tanta diferença na maneira como a cliente consegue perceber seu próprio corpo e sua imagem diante do espelho? Entenda agora e surpreenda-se com os benefícios!

A busca por sentir-se bem

Tomando como base um estudo científico realizado pelas Ciências Biológicas e de Saúde da Unit, é possível observar que a procura pelo bem-estar e pela autorrealização configura a mentalidade de inúmeras pessoas do mundo moderno.

Assim, mesmo que de maneira inconsciente e sendo afetadas pelos padrões de beleza impostos diariamente, muitas mulheres (e até mesmo homens) se viram realizando a associação de que cuidar de si mesmos e de seus corpos é uma maneira de encontrar essa realização física e, consequentemente, mental.

Por este motivo, a procura por tratamentos estéticos se tornou cada vez maior, ganhando uma demanda até então desconhecida à medida que novos procedimentos e técnicas passaram a ser difundidos pela sociedade.

Bem-estar é sinônimo de amor próprio

É evidente que a busca pela beleza vem aumentando exponencialmente e, apesar de muitas vertentes criticarem essa procura, ela pode ser muito proveitosa para quem o faz com parcimônia e cuidado.

Isso porque a melhora da autoestima pode ser muito benéfica para o sujeito, em especial quando ela vem associada a outros fatores, como uma avaliação positiva de si e – por que não? – a felicidade.

Aliás, essa forma de observar-se com carinho e amor próprio também gera impactos essenciais no bem-estar físico e mental, uma vez que o indivíduo começa a se relacionar melhor na sociedade, passa a sentir-se mais satisfeito em diferentes aspectos de sua vida e começa a mostrar-se mais motivado diante de seus objetivos.

Tendo isso em vista e compreendendo o papel que diferentes procedimentos podem desempenhar na manutenção dessa vaidade, é indispensável ter um olhar para a responsabilidade e ética que o profissional de saúde estética possui em um quadro tão subjetivo quanto a autoimagem.

Para estes especialistas – e para a saúde estética, como um todo – é ímpar apontar que a busca pelos tratamentos vai além do que uma simples melhora visual. Ela é a peça-chave para ser um agente transformador no inconsciente dessas pessoas, renovando a maneira como se encaram perante ao mundo e como podem sentir-se fortalecidas e renovadas com um simples procedimento que mexe com o corpo e com o coração.

Se você gostou deste artigo e quer saber mais sobre como a estética e o universo da beleza podem ser divisores de águas para inúmeras pessoas, cadastre-se para receber mais informações e compartilhe este texto com quem também acredita que essas intervenções podem promover bem-estar e felicidade. Estamos te esperando!

 

Write A Comment