Banner_Bioset
Banner Cursos
BANNER 5 ANOS 1 copiar
MERCADO

Espaçolaser dobra vendas pela internet na pandemia e digital ultrapassa vendas físicas da rede

Pinterest LinkedIn Tumblr

Na contramão da crise e na fase de porta-fechadas, a Espaçolaser faturou 50% a mais no comparativo com o ano pré-pandemia, mesmo sem poder iniciar o tratamento naquele momento. A rede aprimorou as vendas de pacotes pelo e-commerce e pelo App e o setor chegou a ser responsável por 65,4% das vendas da companhia (atualmente  o digital ainda é majoritário, representando 60% das transações). O balanço positivo é trazido por Paulo Morais, CEO e fundador da Espaçolaser, nosso quarto convidado da série de entrevistas de fim de ano do portal Estética & Mercado.

Os resultados da rede seguem a tendência do segmento de beleza, saúde e serviços, um dos primeiros a se recuperar após o período pandêmico mais intenso. Mesmo diante da retração mundial, o setor faturou R$ 10,7 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF) – o segmento registrou desempenho positivo, de 5,4% no 4º trimestre e de 3,1% no acumulado do ano.

Paulo Morais, CEO e fundador da Espaçolaser, prevê ritmo de crescimento orgânico nos próximos anos e deve chegar a 62 novas cidades apenas em 2022.

Segundo o CEO da Espaçolaser, a pandemia permitiu e estimulou o aumento da expertise em vendas digitais. Somado ao contínuo engajamento de times e ao isolamento social, essa nova realidade virtual permitiu uma maior aproximação dos clientes e o crescimento das compras pela internet.

No segundo trimestre de 2020, o e-commerce da rede representava apenas 31,4% do faturamento, enquanto no mesmo período deste ano, esse número mais que dobrou, chegando a  65,4% e ultrapassando as vendas tradicionais.

Em 2021, a companhia também expandiu os negócios para o mercado chileno e abriu 100 unidades, chegando a 700 clínicas. Em projeção para 2022, a rede já mapeou 62 novas cidades para ampliar a presença da marca, que tem como sócia-embaixadora a apresentadora Xuxa Meneghel. Outra estratégia programada para o próximo ano é focar no adensamento da rede em locais em que já está presente e ampliar a capilaridade da marca.

O grupo conta também com o potencial da Estudioface, franquia focada em serviços de cuidados com a pele, estética facial e injetáveis não-invasivos, uma das apostas da rede em tratamentos.

Para completar a fase de sucesso, a Espaçolaser recebeu este ano o prêmio de Reclame Aqui 2021 na categoria “Beleza, Estética e Cosméticos” devido a excelência no atendimento ao consumidor. Em entrevista para o portal E&M, o CEO e fundador da rede, Paulo Morais, por meio de assessoria, explica como a rede chegou a esses resultados, as propostas que traz para 2022 e o potencial do cenário da depilação a laser e dos cuidados com a pele. Está imperdível!

A rede, que chegou a 700 franquias em 2021, aprimorou as vendas pelo e-commerce e pelo App e vendas cresceram 50%

E&M – Com a melhoria do cenário pandêmico e o crescimento no setor, qual a expectativa da Espaçolaser para a saúde estética em 2022?

De uma forma geral, o setor de beleza e serviços é o primeiro a se estabilizar após uma potencial crise, uma vez que os consumidores passam a investir mais em si mesmos e na autoestima em vez de fazer algum tipo de aquisição material, ou até mesmo viajar. Nesse sentido, em 2022 a companhia continuará atenta às oportunidades do mercado, assim como manterá o ritmo de crescimento orgânico nos próximos anos. Para 2022, já mapeou 62 novas cidades para ampliar sua presença. 

Outro ponto importante é o potencial de mercado: segundo levantamento realizado*, em 2019, aproximadamente 78% da população feminina brasileira entre 12 e 65 anos e 9% da população masculina** na mesma faixa etária utiliza algum método de depilação, totalizando 69 milhões de usuários. Nesse contexto, as pessoas que se depilam com regularidade, apenas 5% fazem com laser. Apesar disso, é um mercado que está crescendo rapidamente – o que destaca o método com o mais alto potencial de adoção por novos consumidores dentre as diferentes tecnologias disponíveis no mercado. Nos EUA e Espanha, essas taxas chegam a 20% e 50% de penetração, respectivamente.

E&M – A pandemia mudou o perfil da procura dos tratamentos? Quais têm sido os procedimentos mais procurados pelo público?

A pandemia impulsionou o setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, que também apresentou crescimento no período, muito devido à crise sanitária por conta da pandemia. O segmento de cuidados com a pele também apresentou aumento significativo quando comparado com o mesmo período de 2019, sendo que nesse segmento, todos os produtos cresceram acima de dois dígitos de janeiro a dezembro de 2020.

Percebemos esse aumento de ambas as marcas da rede por meio do aumento de unidades da Estudioface, focada em serviços de cuidados com a pele e estética facial, e Espaçolaser, que cresceu também proporcionalmente, junto com as novas unidades.

E&M – Também ocorreu uma mudança de perfil dos franqueados? Quais estratégias adotaram para driblar o período mais crítico da pandemia

De acordo com o Sebrae, 80% das micro e pequenas empresas fecham as portas nos cincos primeiros anos, em negócios franqueados, esse percentual é de 15%. Segundo a ABF, a taxa de mortalidade das franquias era de 3,9%, em 2019. Percebemos que o modelo é atrativo, pois continuamos com alta procura por franquias, visto que o modelo de negócio conta com diversas vantagens, como um modelo de negócio mais seguro e eficiente, se comparado com as empresas criadas do zero. A segurança é proporcionada pela experiência das redes de franquias em atuação no mercado, atendimento dos clientes, vendas, desenvolvimento de produtos e serviços. Além do know how de mercado e treinamentos aos franqueados.

No período de pandemia, em que algumas unidades do setor ficaram fechadas, muitos se reinventaram, buscando uma maior digitalização e aproximação com os clientes. A própria digitalização das vendas, com o aplicativo, redes sociais e pelo comércio eletrônico, fez com que continuassem a vender, mesmo que de portas fechadas. Outras desenvolveram pacotes pré-pagos ou parcelados e os agendamentos online, aliados na captação e fidelização de clientes.

E&M – Recentemente a Espaçolaser anunciou a inauguração da unidade 700, como está o plano de expansão para 2022? Novas unidades serão abertas fora do país?

Sim, 2021 foi um ano de muitas conquistas. Além do IPO, início de atuação no mercado Chileno, tivemos dois marcos importantes: a loja 600ª e 700ª – essa última, localizada no Bourbon Shopping Teresópolis, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, fica na região de nascimento da sua sócia-embaixadora da companhia, Xuxa Meneghel. A nova loja é também a 13ª Espaçolaser a operar no conjunto de shopping centers e galerias comerciais do Grupo Zaffari, que é administrado pela AIRAZ Administradora.

Como citamos, em 2022 a companhia continuará atenta às oportunidades do mercado como um todo, assim como manterá o ritmo de crescimento orgânico nos próximos anos. A estratégia da companhia tem sido focar no adensamento em locais em que já está presente, assim como ampliar a capilaridade da marca, trazendo ganhos significativos de gestão e eficiência da empresa.

E&M – Na pandemia a marca conseguiu ter um crescimento no faturamento?

A Espaçolaser orgulha-se em ser um business de sucesso dentro do varejo de serviços de beleza. Os fatores que colaboram para isso são: fisioterapeutas com mais de 100 horas de treinamento na Universidade do Laser; alto NPS, o que acarreta cerca de 80% da base de clientes a conhecer a empresa por indicação; a capilaridade da rede e a rapidez do tratamento (média de 5 a 10 minutos por área), que proporcionam conforto e comodidade para o cliente.

Em decorrência das medidas restritivas associadas à disseminação da pandemia de COVID-19, a Espaçolaser encerrou temporariamente as operações em loja. Durante esse período, a empresa focou em sua força de vendas, além do e-commerce e dos pacotes promocionais. A companhia vendeu 50% mais se comparado ao período pré-pandemia, mesmo sem poder iniciar o tratamento naquele momento.

E&M – A empresa já possuía vendas pelo e-commerce antes da pandemia? O que mudou após a crise mundial?

A pandemia em 2020 trouxe muitos aprendizados para a Espaçolaser, incluindo impulsionar a transformação digital da Companhia, com destaque para o aumento da expertise em vendas digitais, o contínuo engajamento de seus times, e uma maior aproximação dos seus clientes. Dentre os aprendizados que trazem resultados para a operação estão: o time está mais preparado à nova realidade, a companhia desenvolveu novas funcionalidades para o e-commerce e seu aplicativo proprietário, assim como trouxe ganhos significativos de gestão e eficiência, que garantiram melhor rentabilidade no segundo trimestre de 2021. Neste sentido, no período, as vendas digitais representaram 65,4% das vendas totais, frente a 31,4% no segundo trimestre de 2020. Atualmente representa 60%.

O segmento de serviços de Beleza e Bem-Estar já apresenta crescimento. Beneficiado pela decisão de parte dos consumidores em aproveitar a quarentena para realizar procedimentos permanentes, acrescido do aumento do desejo de bem-estar. Mesmo em um contexto delicado, percebe-se um redirecionamento de recursos que seriam utilizados para outros fins, como viagens e outras atividades sociais restritas nesse período também influenciaram para o segmento. 

E&M – Para 2022 quais são as principais apostas da marca?
Como companhia estamos atentos às oportunidades no mercado no segmento de autocuidado. Por ter uma missão de marca muito clara – democratizar o bem-estar por meio da melhor tecnologia de ponta e promover acessibilidade ao serviço – encontrar oportunidades que vão ao encontro desse propósito é uma consequência. De toda forma, nossa aposta continua sendo na expansão nacional e internacional, eficiência na gestão operacional, investimento em tecnologia e omnicanalidade [comunicação de marketing uniforme e linear dentro dos canais físicos e digitais de uma marca], além, claro, da qualidade na prestação de serviços. 

E&M – A marca recebeu o Prêmio Reclame Aqui 2021 na categoria Beleza, Estética e Cosméticos devido a excelência no atendimento ao consumidor. Como a empresa conseguiu atingir esse padrão de atendimento? Qual o principal diferencial da rede no tratamento com o público?

Sim. É uma honra receber o Prêmio Reclame Aqui 2021, a maior premiação de atendimento ao cliente do país. Essa conquista é fruto do trabalho intenso da equipe, envolvendo os times de toda a rede, para elevar a prestação de serviços da companhia, assim como tornar depilação a laser em nossas unidades uma experiência cada vez mais segura, confortável e eficiente. Investimos em tecnologia de ponta, treinamento – são mais de 100 horas de formação –, profissionais com qualificação técnica, visto que os procedimentos são realizados exclusivamente por profissionais da saúde, iniciativas o melhor atendimento melhor que visam proporcionar a melhor experiencia de marca aos nossos clientes. Ficamos contentes com a premiação, pois a eleição por votação direta dos consumidores é, para nós, um sinal de que estamos no caminho certo.

E&M – Hoje o mercado de injetáveis é um dos mais valiosos, como vocês avaliam a entrada desses multiprofissionais no setor? 

Já investimos neste mercado com a Estudioface e acreditamos muito nele. Em nosso business, as atividades concentram-se em prevenção, rejuvenescimento e estética facial, oferecendo tratamentos a valores acessíveis e que previnem o envelhecimento cutâneo.

*Fonte: Informações da Pesquisa Primária, realizada com uma amostra de 5946 respondentes, com auxílio de consultora internacional especializada e dados do IBGE. / **Para homens, não considera aqueles cujo único procedimento utilizado é barbear-se com lâmina ou aparar o cabelo.

Write A Comment